O dia a dia de mães em uma casa de recuperação

Aproveitando a comemoração do Dia das Mães e toda importância e simbolismo desta data, estive com minha equipe visitando a Casa Terapêutica Rosa de Saron, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, que abriga atualmente 40 mulheres de diversas idades, todas em recuperação de problemas com drogas, lícitas ou ilícitas.

Confesso que me emocionei com as histórias relatadas, as dificuldades, as experiências, muita delas trágicas vividas por essas mulheres que hoje mais do que qualquer coisa buscam um recomeço em suas vidas. Algumas mães ainda muito jovens, outras nem tanto. Mas com relatos de abandono exclusão, ódio, rancor e principalmente de falta de respeito ao ser humano o que levou a maioria delas a se entregar às drogas, deixando filhos, maridos, pais, mães e irmãos, para se perder completamente neste mundo sombrio e triste.

Conversando com a terapeuta uma das envolvidas nesse trabalho de ajuda, Dra. Adriana Ferreira, senti a importância de um simples gesto, um carinho, uma palavra de apoio e de motivação para voltar a despertar nelas um sentimento totalmente esquecido, a vontade de viver, se cuidar, se sentir importante outra vez, perceber que ainda existe vida e que com a ajuda que estão recebendo podem voltar a desfrutar de tantos prazeres esquecidos e perdidos como por exemplo a companhia dos filhos e de outros familiares.

Sendo pai, marido, filho e como cidadão, fico imensamente feliz assim como toda a minha equipe, valeu muito a pena esta visita, nossa gratidão e reconhecimento à Pastora Wanda que é a pessoa responsável por comandar todo este belíssimo trabalho.

Saiba mais, assistindo o vídeo com a Dra. Adriana Ferreira sobre nossa visita e as histórias de vida de quem está em recuperação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *